• Home
  • Bolo de quirera de milho e coco
Bolo de quirera de milho e coco

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Ou você pode simplesmente copiar e colar na sua Rede Social

Bolo de quirera de milho e coco

2 de novembro de 2018

Descrição

Compartilhar

Em janeiro, contei a você a minha antirresolução de ano novo: não comprar ingredientes diferentões se não tivesse receita certa E data certa de uso. Passei dois meses cumprindo direitinho. Daí, em março, não resisti e assinei a Caixa Colonial. Agora, todo mês, recebo uma caixa cheia de ingredientes incomuns e preciso dar um jeito de usá-los. 😛

Em agosto, a Caixa me trouxe quirera de milho do interior do Paraná. Comida típica de lá, a quirera costuma ser preparada feito risoto, bem cremosa, para acompanhar carnes e embutidos.

Mas… quem disse que eu queria comer quirera salgada? Assim que bati o olho na bichinha, eu só pensava em bolo. E bolo fiz.

Usei como referência uma receita de bolo de flocão de milho que há aqui no blog. Não fiquei muito contente com o resultado, então fiz novos testes e obtive o bolo da foto, úmido, fofinho, uma delícia.

Achou um pacote de quirera por aí? Faça bolo! E saboreie com um café fresquinho, pra alegria ficar completa.

Receita adaptada daqui

Ingredientes

2 xícaras de quirera de milho
2 garrafinhas de leite de coco (400 mL)
1 xícara de açúcar
1/3 de xícara de óleo de coco (75 mL) – pode usar o óleo que preferir
1 pitada de sal
1 xícara de coco fresco ralado
3 ovos grandes
2 colheres (chá) de fermento químico em pó

Modo de Preparo

Em uma panela média, adicione a quirera, o leite de coco, o açúcar, o óleo e uma pitada de sal. Leve ao fogo médio, mexendo sempre com uma colher de pau. Quando levantar fervura, continue mexendo vigorosamente por 5 minutos. Você obterá uma massa densa e pesada. Deixe esfriar.

Enquanto isso, ligue o forno a 180ºC. Unte uma forma de anel de 20 cm de diâmetro com manteiga (ou óleo, se quiser deixar totalmente sem lactose) e polvilhe com fubá.

Quebre os ovos com cuidado, separando claras e gemas. Bata as claras em neve até formarem picos firmes. Reserve.

Quando o conteúdo da panela estiver morno, adicione o coco ralado, misturando bem até incorporar (é difícil mesmo).

Em seguida, acrescente as gemas e incorpore-as também.

Some então as claras em neve – comece com um terço das claras e misture energicamente. Você obterá uma massa um pouco menos pesada. Some outro terço das claras – agora, trabalhe com delicadeza. Por fim, acrescente o último terço das claras e o fermento e envolva com cuidado até que a massa fique homogênea. Não se assuste: ainda vai ser uma massa densa.

Verta a massa na forma preparada. Alise a superfície com uma espátula de silicone, cuidando para que a massa fique bem distribuída. Apóie o fundo da forma na bancada e gire-a de um lado para outro. Levante-a e bata o fundo contra a bancada algumas vezes para a massa assentar melhor.

Leve o bolo ao forno até que ele fique com a superfície dourada e passe no teste do palito.

Deixe esfriar completamente antes de desenformar.

Observações Finais

* Não conhece quirera? Quirera (ou quirela) é milho triturado um pouco mais grosso do que a milharina que a gente usa para fazer cuscuz. Há quem a chame de canjiquinha ou xerém (e há quem diga que os três termos designam ingredientes diferentes).

* Quer ter uma aula sobre milho e suas granulações? Veja este post da Neide Rigo em que ela mostra como fez farinha de milho, farinha para cuscuz e quirera, tudo em seu sítio.

anterior
Sopa cremosa de beterraba
próximo
Farofa de dendê
anterior
Sopa cremosa de beterraba
próximo
Farofa de dendê

Adicionar um comentário