Manjar branco vegano

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Ou você pode simplesmente copiar e colar na sua Rede Social

Manjar branco vegano

26 de dezembro de 2016

Descrição

Compartilhar

Agora é oficial: há um vegano na minha família. E ele é carinhosamente incluído em todas as refeições festivas com opções gostosas e sem qualquer componente de origem animal.

Para contemplá-lo no cardápio de sobremesas do almoço de pré-Natal deste ano, resolvi preparar uma sobremesa típica desta época: o manjar branco com calda de ameixa!

A receita é da Renata Octaviani, do VegVida. Leva pouquíssimos ingredientes, fica pronta em um instante e é deliciosa, leve feito uma nuvem. Fez tanto sucesso que mereceu repeteco menos de uma semana depois (e, provavelmente, vai virar presença constante nas festas da minha família).

Mas… nem tudo é festa nesta vida.

A parte chatinha desta receita é que ela leva coco fresco. Isto significa que é preciso abrir um coco, tirá-lo da casca e remover as peles escuras.

Felizmente, Santa Rita Lobo ensinou um método que eu considerei o melhor até agora. Primeiro, ligue o forno a 200°C e deixe aquecer por 15 minutos. Enquanto isso, com um saca-rolhas, faça um furo em um dos ‘olhos’ do coco (o coco tem três marquinhas redondas pertinho uma da outra – duas são duras, uma é bem macia. Fure a macia).

Vire o coco sobre um copo, com o furo para baixo, e deixe a água derramar até que o coco fique vazio. Prove a água. Se estiver boa, o coco também estará bom.

Coloque o coco no forno direto na grade e deixe por 15 minutos. Passado esse período, vire o coco (para isso, use luvas ou uma pinça grande para cozinha). Deixe mais 15 minutos.

Remova o coco do forno e deixe-o esfriar até ficar morno. Bata então na casca com o cabo de uma chave de fenda. Vá girando o coco e batendo. A casca logo rachará em vários pontos. Remova-a com cuidado para não machucar as mãos.

Conseguiu remover todas as cascas duras? Que ótimo. O trabalho não acabou. Agora é hora de remover as peles escuras e deixar a polpa branquinha. Rita ensina de novo: use um descascador de legumes! O trabalho fica muito mais fácil.

Receita ligeiramente adaptada daqui

Ingredientes

Para o manjar:

1 coco seco, descascado e sem pele, cortado em pedaços
600 mL de água filtrada
1/3 xícara de açúcar demerara
3 colheres (sopa) de amido de milho
1 pitada de sal

Para a calda:

1/2 xícara de ameixa seca sem caroço
1/4 de xícara de água filtrada
1/4 de xícara de açúcar demerara
1 pau de canela pequeno
(Opcional) 1 colher (chá) de conhaque (usei rum)

Modo de Preparo

Passe água por dentro de uma forma de anel pequena. Reserve.

No liquidificador, bata o coco com a água filtrada por uns 2 minutos, até que o coco fique muito bem bem triturado. Coe o leite por um pano de prato limpo ou um pedaço de voal ou musseline, espremendo bem. O resíduo pode ser guardado em um saquinho no freezer ou geladeira e usado no lugar do coco ralado industrializado.

Numa tigelinha, dissolva o amido de milho em um pouco do leite de coco. reserve.

Numa panela de fundo grosso, adicione a misturinha de amido de milho, o restante do leite de coco, o açúcar demerara e a pitada de sal. Leve ao fogo baixo mexendo sempre com uma colher de pau até formar uma papa densa.

Derrame o conteúdo da panela na forma preparada e deixe esfriar. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas ou até que o manjar fique firme.

Prepare a calda: em uma panelinha, leve todos os ingredientes ao fogo até obter uma calda rala. Leve à geladeira também.

Quando chegar a hora de servir, passe uma faquinha fina em torno do manjar e vire a forma com cuidado no prato de servir. Cubra com a calda e decore com as ameixas. Sirva em seguida.

Rendimento: um manjar pequenino, para 6 pessoas.

Observações Finais

* Não está com tempo sobrando? No lugar do coco seco + 600mL de água filtrada, use 400mL de leite de coco industrializado (o melhor que encontrar) + 200 mL de água filtrada.

* Se precisar de um manjar para mais pessoas, pode dobrar a receita.

* Manuseie com muito cuidado! Este manjar leva pouco amido de milho – apenas o suficiente para firmá-lo no ponto de desenformar. Assim, qualquer coisa pode fazê-lo desmontar.

* Não gosta de ameixas? Faça um coulis ou dilua um pouco da sua geleia preferida. Não duvido que até uma calda de cacau funcione.

anterior
Brownies de chocolate, banana e amendoim
próximo
Creme de tapioca e coco com calda de maracujá
anterior
Brownies de chocolate, banana e amendoim
próximo
Creme de tapioca e coco com calda de maracujá