Chocolate pudding

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Ou você pode simplesmente copiar e colar na sua Rede Social

Chocolate pudding

9 de março de 2012

Descrição

Compartilhar

Já falei da minha amiga K. algumas vezes por aqui. É uma das pessoas que mais admiro nessa vida – alguém que equilibra perfeitamente força e jeito, razão e emoção, rigor e doçura. Não bastasse tudo isso, é linda feito uma elfa e cozinha feito uma fada.

Nessa semana, contei com o seu auxílio luxuoso no desafio Dorie às Sextas – preparamos  juntas a receita de chocolate pudding (que nada tem a ver com aquele pudim com calda de caramelo que a gente conhece; está mais para um creme super sedoso). Durante todo o processo, ela foi me explicando o porquê de vários passos da receita. Achei tão interessante que resolvi acrescentar essas explicações em itálico, ao longo do modo de preparo.

Chocolate pudding

Single chocolate pudding

Chocolate pudding

Receita adaptada daqui

Ingredientes

2 e ¼ xícaras de leite integral (misturei 2 xícaras de leite semidesnatado com ¼ de xícara de creme de leite fresco)
6 colheres (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de cacau em pó não adoçado
2 colheres (sopa) de amido de milho (maisena)
¼ colher (chá) de sal
1 ovo grande
2 gemas
125g de chocolate amargo derretido, frio (usei um com 75% de cacau)
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Modo de Preparo

Leve ao fogo uma panela de fundo grosso com metade do açúcar e 2 xícaras de leite. Enquanto isso, peneire numa tigelinha o amido de milho, o cacau e o sal, misturando delicadamente com um fouet para homogeneizar. Reserve.

No processador de alimentos, adicione o açúcar restante, o ovo e as gemas e pulse por 1 minuto, até obter um creme claro e leve. Acrescente o leite restante (1/4 xícara) e pressione o botão “pulsar” algumas vezes. Some, por fim, os ingredientes secos e pulse até misturar. Com o processador em funcionamento, verta muito lentamente a mistura de leite quente.

K. me contou que este procedimento se chama ‘temperar o ovo’ – adiciona-se um pouco do líquido quente ao creme para que os ovos se adaptem ao calor sem cozinhar de uma vez – do contrário, haveria choque térmico e o creme ficaria com grumos e um gostinho de ovo mexido, eca.

Quando todo o leite estiver incorporado, devolva o líquido à panela. Leve ao fogo baixo mexendo sempre, até a mistura engrossar (fica com a consistência de um mingau de maisena).

K. recomendou testar se está no ponto mergulhando uma colher no creme. Se ele cobrir as costas da colher perfeitamente, está bom.

Deixe o creme esfriar um pouco e acomode-o no processador mais uma vez. Adicione o chocolate, a manteiga e a baunilha e pulse mais um pouco, até obter uma mistura bem homogênea.

K. explicou que essa manteiga que adicionamos ao creme no final do preparo serve para deixá-lo brilhante. Uia!

Distribua o creme por 6 tacinhas. Cubra com filme plástico bem apertado se quiser evitar a formação daquela ‘pelinha’ mais consistente sobre o creme.

Leve à geladeira por 4 horas, no mínimo.

Observações Finais

Gente, nem falei do que achei do chocolate pudding. É quase indescritível de tão bom. Na primeira colherada, o coração se aquece e a gente é instantaneamente transportado para um mundo de paz e conforto. Pena que esse mundo se dissolve enquanto a gente raspa desesperadamente a taça em busca do último restinho.

anterior
Repolho com sementes de alcaravia
próximo
Pão de gérmen de trigo e quinoa em flocos
anterior
Repolho com sementes de alcaravia
próximo
Pão de gérmen de trigo e quinoa em flocos

Adicionar um comentário