Casquinhas de laranja cristalizadas

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Ou você pode simplesmente copiar e colar na sua Rede Social

Casquinhas de laranja cristalizadas

11 de agosto de 2018

Descrição

Compartilhar

Sou uma pessoa de paladar… ahn… vintage, digamos. Gosto de torrone, de passas ao rum e de frutas cristalizadas – em especial, casquinhas de laranja cristalizadas. AMO DE PAIXÃO.

Sempre tive vontade de preparar as casquinhas em casa, mas achava que devia ser complicado. Até que, outro dia, depois de deparar com laranjas-baía muito bonitas, resolvi encarar o desafio.

Testei dois métodos de preparo diferentes: um que não demora mais do que 40 minutos, outro que demorou quase 5 dias. E cheguei à conclusão de que vale MUITO a pena usar o método mais demorado.

A casquinha de laranja cristalizada feita no método rapidinho tem gosto do que ela é: casca de laranja aferventada e passada no açúcar. Não é ruim, mas depois de comer um punhado, a língua fica toda machucada. Já a casquinha feita do jeito demorado vira aquela que eu adoro, com um super cheiro de laranja, mas suave ao paladar, sem aquela sensação cortante.

Duas recomendações importantes: planeje direitinho para conseguir esperar o tempo necessário; e faça em grande quantidade, para valer a espera (o rendimento não é grande coisa).

Receita da Lena Gasparetto

Ingredientes

3 laranjas-baía
2 xícaras de açúcar
4 a 5 xícaras de água
1 colher (sopa) de suco de limão
açúcar de confeiteiro suficiente para envolver as casquinhas

Modo de Preparo

Higienize as laranjas. Corte o topo e a base da laranja e descasque-a no sentido do comprimento. Apare as rebarbas e corte as cascas de comprido, em tirinhas de ~5 mm de largura.

Coloque as casquinhas em um pote com tampa. Cubra-as com água, tampe e leve à geladeira por 2 a 3 dias, trocando a água 3 vezes ao dia.

Passado esse período, escorra as casquinhas, coloque-as em uma panela com água fervente e deixe-as em fogo baixo por aproximadamente por 30 minutos. Escorra sobre uma peneira de metal grande.

Na mesma panela, coloque o açúcar, a água e o limão e leve ao fogo. Mexa com uma colher de pau ou espátula de silicone até o açúcar dissolver. Quando começar a ferver, coloque as casquinhas e deixe ferver em fogo brando por aproximadamente 1 hora ou até que a calda engrosse levemente e as cascas estejam macias.

Desligue o fogo. Acomode a peneira sobre uma tigela refratária e escorra as casquinhas. Deixe por um tempinho para drenar o excesso de líquido. Se quiser, espere esse líquido esfriar e guarde-o em um vidro na geladeira. Ele fica bom como caldinha para bolo, sorvete, panqueca, etc.

Espalhe as casquinhas em uma assadeira grande, forrada com papel manteiga ou tapete de silicone. Deixe secando por cerca de 24 horas (verifique de tempos em tempos como está ficando).

Depois que as casquinhas tiverem secado, polvilhe açúcar de confeiteiro sobre elas e, com as mãos, envolva-as até cobri-las completamente. Deixe-as secando novamente até que não haja mais umidade aparente e elas estejam bem soltinhas.

Quando estiverem sequinhas, retire o excesso de açúcar e guarde-as num vidro hermético, na geladeira. Duram cerca de 30 dias assim.

Observações Finais

* Você pode – e deve – dobrar a receita. Só deixei com essa quantidade porque foi a que a Lena ensinou.

* A Lena recomenda que você rale levemente algumas partes da casca da laranja, para que, ao cristalizar, as tirinhas não fiquem muito duras. Vale a pena.

* Eu tinha cortado as cascas das laranjas em tirinhas antes de escolher a receita da Lena, então não segui uma de suas recomendações: a de deixar um pouco da parte branca da casca para que as tirinhas fiquem mais carnudinhas.

* Se você mora em local com clima mais seco, é bom ficar de olho nas casquinhas durante o processo de secagem. Aqui em Brasília, por exemplo, não é preciso esperar um dia inteiro para que as casquinhas fiquem completamente secas. Toque-as, prove uma e veja se está suficientemente seca e decida se vai deixar mais ou menos tempo.

anterior
Bolo de fubá cremoso (em forma de anel)
próximo
Trufas de matchá e chocolate branco
anterior
Bolo de fubá cremoso (em forma de anel)
próximo
Trufas de matchá e chocolate branco

3 Comentários Esconder comentários

Hummmm minha mãe faz um docinho de laranja com essa mesma base, a diferença é que ela não escorre a calda, nem coloca as casquinhas para secar: depois que a laranja cozinha, ela coloca em um vidro com calda e tudo. é delicioso! tem gostinho de casa de mãe!

Adicionar um comentário