Bolo formigueiro

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Ou você pode simplesmente copiar e colar na sua Rede Social

Bolo formigueiro

18 de março de 2012

Descrição

Compartilhar

Soube pela querida Akemi que 26 de março é Dia Mundial do Chocolate. Por mim, podia até ser feriado para que todo mundo pudesse render homenagens a este ingrediente tão nobre, que tantas vidas já salvou (falo por mim – quando estou na TPM, sem meu chocolatinho, esgano um fácil, fácil).

Aproveitando este pretexto adorável, vou fazer um esforço (cof, cof) de publicar uma receita com chocolate e, assim, participar da blogagem coletiva.

***********************************************

Sempre fico desconfiada das receitas que são apresentadas em telejornais. Não porque não sejam boas – simplesmente, porque o tempo para apresentá-las é tão restrito que qualquer pulo do gato fica de fora.

Assim, quando vi que um telejornal mineiro tinha disponibilizado um vídeo de um chef ensinando a fazer bolo formigueiro, já fiquei com um pé atrás. Mas me surpreendi – o vídeo é bem explicadinho, o chef é um fofo e a receita é um estouro – melhor bolo formigueiro que já comi.

Prove e me conte o que você achou!

Receita apresentada pelo chef Renato Lobato aqui

Ingredientes

4 claras + 4 gemas
1 ½ xícara de açúcar refinado
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
½ lata de leite condensado (a lata inteira tem 395 g)
2 xícaras de farinha de trigo (reserve 1 colher de sopa para o chocolate granulado)
250 ml de leite
1 colher (sopa) de fermento químico em pó
1 xícara de chocolate granulado (se quiser arrasar, flocos de chocolate amargo, daqueles usados em brigadeiros phynos, são a melhor pedida)
100 g de coco ralado

Para a cobertura:
½ lata de leite condensado (a lata inteira tem 395 g)
1 colher (sopa) de manteiga sem sal em temperatura ambiente (precisa estar bem molinha)
5 colheres (sopa) de chocolate em pó

Modo de Preparo

Unte e enfarinhe uma forma grande com buraco no meio. Ligue o forno a 180ºC.

Bata as claras com uma pitadinha de sal até que elas fiquem em ponto de neve firme (se você virar a tigela de cabeça para baixo, elas não caem). Reserve.

Ainda na batedeira, bata as gemas e o açúcar até ficar bem misturado. Acrescente a manteiga e o leite condensado e bata até obter um creme homogêneo.

A partir daqui, é hora de usar um pouco da força da peruca. Adicione 1/3 da farinha, mais 1/3 do leite, e misture com um fouet ou colher de pau até incorporar. Repita o procedimento mais 2 vezes (na última adição da farinha, junte o fermento também). Por fim, incorpore o coco ralado, misturando bem.

Numa tigelinha, misture o chocolate granulado e a farinha, até cobrir os grãozinhos (não vai ficar bem cobertíssimo, mas já será o suficiente para impedir que o chocolate se acumule no fundo da assadeira).

Agora, com muita delicadeza, incorpore metade do granulado, metade das claras; a outra metade do granulado, a outra metade das claras.

Verta a massa na forma preparada e leve ao forno por cerca de 50 minutos (fique de nariz atento, pode ser que o seu forno seja mais ágil que o meu – aqui em casa, demorou mais de 1 hora). Faça o teste do palito para se certificar.

Tire o bolo do forno e acomode-o na grade de resfriamento.

Numa tigelinha, coloque todos os ingredientes da cobertura e misture bem. Não precisa levar ao fogo, nem nada, é só mexer e espalhar sobre o bolo bem quente. Agora, paciência. Deixe que o bolo fique frio para desenformá-lo (se você tentar tirá-lo da forma antes de ele esfriar, corre o risco de quebrá-lo. Além disso, a cobertura não vai formar casquinha quebradiça, o que é um pecado).

anterior
Sanbaizu – o molho do sunomono
Frango teriyaki
próximo
Frango teriyaki
anterior
Sanbaizu – o molho do sunomono
Frango teriyaki
próximo
Frango teriyaki

1 comentário Esconder comentários

Adicionar um comentário