Bolinhas de cacau e tâmaras

Compartilhe nas suas Redes Sociais:

Ou você pode simplesmente copiar e colar na sua Rede Social

Bolinhas de cacau e tâmaras

29 de julho de 2017

Descrição

Compartilhar

No post sobre a calda de tâmaras, eu comentei que o resíduo da coagem poderia ser misturado a um pouco de calda e usado como geleia, para passar no pão. Foi o que eu fiz da primeira vez que preparei. Mas da segunda, confesso, já achei que era um uso muito besta para algo com tanto potencial.

Aí me lembrei de já ter visto em blogs e sites gringos algo chamado de energy balls – uns lanchinhos doces com uma pegada mais ‘saudável’. Como o nome indica, elas vêm em forma de bolinhas e podem ser devoradas de uma bocada só.

Resolvi então arriscar e fazer energy balls com o resíduo da coagem da calda de tâmaras. Fiz alguns testes e cheguei a um resultado que achei digno de compartilhar.

Bolinhas de cacau e tâmaras

Ah, antes que você ache que eu estou querendo enganar alguém (ou a mim mesma), vamos lá: isso não é trufa nem brigadeiro. Nem tem a intenção de ser. É só uma guloseima pra quem curte um docinho mas não está na vibe de enfiar o pé na jaca. Calhou de ser redondo e ter sabor predominante de cacau, mas nem precisava ser assim.

Bolinhas de cacau e tâmaras

Após todas essas ressalvas, vou lhe dizer: as danadinhas são deliciosas. A textura é leve e macia, não esfarela nem agarra no dente. São chocolatudas e doces na medida. Eu as comi na TPM e foram a minha salvação.

Ah, se você ou alguém que você conhece segue a dieta paleolítica, pode oferecer sem medo. Levei para o Felipe (a santa criatura que me tirou do sedentarismo), que é formigão e paleo, e ele AMOU.

Bolinhas de cacau e tâmaras
Receita inspirada nesta daqui

Ingredientes

Para as bolinhas:
320-340 g do resíduo da coagem da calda de tâmaras
50g de calda de tâmaras*
1 colher (chá) de extrato de baunilha
Uma pitadinha de sal
60g de cacau em pó não adoçado (uso o 100% Extra Brute da Barry Callebaut)
50g de óleo de coco em estado líquido
40g de farinha de amêndoas ou coco fresco triturado fininho*

Para cobrir as bolinhas:
Cacau em pó ou coco fresco triturado fininho*

Modo de Preparo

No copo do processador de alimentos (ou na tigela da batedeira equipada com o batedor em formato de pá), junte todos os ingredientes para as bolinhas. Bata até ficar bem uniforme, já querendo formar uma massa compacta.

Com o auxílio de uma cookie scoop ou uma colher medidora com capacidade para 1 colher (sopa), retire porções da massa e modele em bolotas. Se achar necessário, pode untar as mãos com um pouco de óleo de coco.

Passe as bolotas pelo coco trituradinho (ou pelo cacau em pó) e acomode em forminhas de trufa, se quiser. Conserve na geladeira por até 3 dias e sirva geladinho.

Rendimento: umas 20 bolinhas do tamanho de bolas de golfe.

Observações Finais

* Como você viu nas fotos, fiz duas versões dessas bolinhas: uma com farinha de amêndoas, coberta com cacau em pó, e outra com coco na massa e na cobertura. As duas ficaram muito boas!

* ‘Coco fresco triturado fininho – o que é isso, fia?’ Vou confessar: na verdade, é o resíduo do leite de coco caseiro – aquilo que você obtém depois de coar a água bem batida com a polpa de coco.

* Não testei usar coco ralado industrializado, mas acredito que dê certo também.

Ropa Vieja
anterior
Ropa Vieja (na slow cooker)
próximo
Pão de banana divino da Lyle
Ropa Vieja
anterior
Ropa Vieja (na slow cooker)
próximo
Pão de banana divino da Lyle

Adicionar um comentário